Ciclo de cinema - Lanterna Grécia Mágica : Projetos especiais | StudioClio - Instituto de Arte & Humanismo

 

share

Ciclo de cinema - Lanterna Grécia Mágica

Francisco Marshall

O StudioClio promove um mini-ciclo de cinema, dedicado a explorar os três fundamentos da cultura grega, Homero, tragédia e comédia. Em três encontros, o ciclo de cinema Lanterna Grécia Mágica irá expor as referências da literatura, filosofia e cultura grega sobre a sétima arte. As sessões comentadas serão conduzidas pelo historiador helenista Dr. Francisco Marshall. Com entrada Franca, o ciclo faz parte das atividades preparatórias para o ClioTur Grécia Turca: de Tróia à filosofia, que partirá rumo à Turquia em maio. 

 
12 de abril, quinta-feira - 15h
Homero em metáfora
“E aí, meu irmão, cadê você?” (2000 - 1h 47min) Diretor: Joel e Ethan Coen
Em plena Era da Depressão Americana, três prisioneiros de uma cadeia do Mississipi conseguem escapar da prisão. Ulysses Everett McGill (George Clooney), Delmar O'Donnell (Tim Nelson) e Pete Hogwallop  (John Tuturro) saem em jornada para recuperar 1.2 milhão de dólares que Everett afirma ter roubado e enterrado antes de sua prisão. Sem nada a perder e ainda presos por correntes, o trio embarca na aventura de suas vidas, na tentativa de conquistar sua liberdade e retornar aos seus lares. 
 
13 de abril, sexta-feira - 15h
Tragédia de Eurípedes e o neopaganismo atual
“Medea” (1969 - 1h 50min ) Diretor: Pier Paolo Pasolini
Baseado no clássico grego de Euripides, Medea conta a história de Jasão, líder de um exército, e sua saga para recuperar o reino que seu tio usurpou. Para tanto Jasão precisa roubar o Velocino de Ouro, objeto místico que pertence a um povo bárbaro. Ao conhecer a poderosa sacerdotisa Medea, Jasão se apaixona e a leva consigo, enquanto ela tem de sacrificar tudo para estar com ele, traindo seu povo e matando seu próprio irmão. Anos mais tarde ela a abandona e a seus filhos, casando-se com Gláucia, a princesa de Corinto. Medea planeja sua vingança, levanto o filme ao terrível clímax onde lealdade e traição são questionadas.
 
16 de abril, segunda-feira - 15h
Comédia de antigos e modernos, com a doce deusa
“Poderosa Afrodite” (1995 - 1h 35min) Diretor: Woody Allen
Em Nova York, um casal adota um menino e com o tempo o pai adotivo (Woody Allen) decide saber quem é a mãe biológica do seu filho. Ele descobre que ela é uma prostituta chamada Linda (Mira Sorvino), que em filmes pornográficos usa o nome Judy Cum e que nem sabe quem é o pai do garoto. Quando tenta colocá-la de volta aos trilhos de uma vida normal, também tem que encarar o problema que sua esposa está atraída por outro homem mais rico, simpático e articulado que ele. O que era uma história que se podia esperar de Woody é logo subvertida pela abordagem, que usa um coro de teatro grego para narrar, opinar sobre e interferir na história. Os diálogos são feitos em um típico teatro de arena grego, onde uma Cassandra versão Allen profetiza:“Vejo desastre. Vejo catástrofe. Pior, vejo advogados!”.

Informações deste Evento


Docente(s): Francisco Marshall Quando: Dias 12, 13 e 16 de abril, às 15h Vagas disponíveis: 100 Duração: 2h30 Valor(es):

Entrada Franca


Deixe seu comentário

O conteúdo deste campo é privado não será exibido ao público.
  • Endereços de páginas de internet e emails viram links automaticamente.
  • Tags HTML permitidas: <a> <em> <strong> <cite> <code> <ul> <ol> <li> <dl> <dt> <dd>
  • Quebras de linhas e parágrafos são feitos automaticamente.

Mais informações sobre as opções de formatação

CAPTCHA
Esta questão serve para verficar se você é um usuário ou um spam automático.
Image CAPTCHA
Coloque os códigos presente na imagem