O desafio de escrever | StudioClio

Atualidades

O desafio de escrever

Enviado por StudioClio - At..., qua, 17/08/2016 - 18:16

Escritora internacionalmente reconhecida pelo romance "A casa das sete mulheres", Letícia Wierzchowski prepara o último livro dessa trilogia, que será lançado no ano que vem. No StudioClio ela ministra, a partir do dia 01 de setembro, a oficina "A alegria da escrita", em que apresenta as formas para a escrita de um romance. Confira abaixo a entrevista em que ela comenta sobre sua carreira e sua rotina como escritora:

 

Como iniciou sua carreira de escritora?
Eu comecei a escrever quando tinha uma confecção de moda, mas sempre fui uma leitora voraz. Encontrei na escrita a possibilidade de criar mundos, pessoas, universos. Me fascinei, e comecei a escrever muitas histórias. Foram tempos de muitos nãos, muitas tentativas, até ter meu primeiro romance, “O anjo e o resto de nós”, publicado em 1998. Desde então, nunca mais parei de escrever. Já se vão 25 títulos editados no Brasil e em outros países. Meu primeiro romance juvenil sai este ano, e estou agora trabalhando no livro que irá finalizar a trilogia que comecei com “A casa das sete mulheres”, lançado em 2002.
Neste novo livro - que sairá pela Bertrand Brasil no primeiro semestre do ano que vem - eu conto a história de amor e de luta pela liberdade de Giuseppe e de Anita Garibaldi. Saio pela tangente do primeiro livro e sigo o Garibaldi no rumo do seu destino. Minha heroína, agora, é a Anita. Uma mulher à frente do seu tempo. E o Garibaldi também! Ele era um homem corajoso, visionário, incorruptível. Vai ser uma história com muita ação, amor e cenários, pois o livro começa no Rio Grande do Sul, vai pra Montevidéu e, de lá, para a Itália, onde Anita morre em 1849.
 
No livro "A Casa das Sete Mulheres", por que escolheu a história do Rio Grande do Sul como inspiração?
Foi a história que me escolheu... Na verdade, a vontade de contar a história de Manuela e das outras parentas do general Bento Gonçalves, que ficaram na estância da Barra durante a Revolução Farroupilha, surgiu da leitura do belíssimo “Os varões assinalados”, do Tabajara Ruas. O romance conta a guerra sob o ponto de vista masculino. Resolvi fazer o que ninguém fez, e contar a revolução sob a ótica feminina. O Rio Grande do sul era o cenário.
 
Quais são os maiores desafios para escritores iniciantes?
Eu acho que o desafio é aprender a aproveitar seus mananciais próprios, organizando o trabalho criativo que é a escrita de forma que ele possa realmente dar frutos. Um romance se escreve com muito trabalho e organização. Quanto mais consciência o autor tiver dos instrumentos que fazem um romance, e quanto mais ele souber trabalhar seus próprios potenciais, mais futuro ele terá. A dica é escrever muito, é ter uma rotina de trabalho. Depois do livro pronto, aí temos o desafio da publicação.
 
Como o curso “A alegria da escrita” ajuda nesses aspectos?
Gosto de mostrar aos alunos como somos responsáveis por nossos mananciais internos. É preciso saber cultivar a criatividade, e também organizá-la. Eu olho com os alunos aquilo que se considera a base da escrita de ficção: o personagem, o enredo, os narradores, o tempo e o espaço. Mas  também gosto de falar de como um autor deve se organizar para trabalhar, para pensar o romance. É preciso, além de alguma técnica, que muitas vezes é instintiva no bom autor, a organização, o tempo largo à beira da história, do computador.

Qual seria seu principal conselho a quem quer começar a escrever romances?
Escrever muito. Joga-se muita coisa fora. E também ter uma rotina de trabalho. Sem falar em ler, é claro. Os bons livros já escritos é que nos ensinam a escrever.
 
<< Voltar

Deixe seu comentário

O conteúdo deste campo é privado não será exibido ao público.
  • Endereços de páginas de internet e emails viram links automaticamente.
  • Tags HTML permitidas: <a> <em> <strong> <cite> <code> <ul> <ol> <li> <dl> <dt> <dd>
  • Quebras de linhas e parágrafos são feitos automaticamente.

Mais informações sobre as opções de formatação

CAPTCHA
Esta questão serve para verficar se você é um usuário ou um spam automático.
Image CAPTCHA
Coloque os códigos presente na imagem