Vera Campos : Docentes | StudioClio - Instituto de Arte & Humanismo

Vera Campos

Cantora

Iniciou seus estudos de canto em Cachoeira do Sul, sua cidade natal. Concluiu o Curso Superior de Música no Instituto de Artes da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, sob orientação de Olga Pereira, obtendo o primeiro lugar da turma. Logo após, em curso, conquistou Medalha de ouro durante o Curso de Aperfeiçoamento no mesmo Instituto. Cursou a Escola de Òpera da O.S.P.A.. Vera tem intensa atividade em recitais e concertos, tendo interpretado personagens do repertório operístico, tais como: Mimi (La Bohème), Micaela (Carmen), Violetta (La Traviata), Nedda (I Pagliacci), Saffi (O Barão Cigano) e Hanna (A Viúva Alegre). No Teatro Nacional de Brasília, foi Pamina da obra "A flauta Mágica", sob regência do maestro português Manoel Ivo Cruz. "A paixão inquieta de Pamina foi dada com muito ardor, emoção e grande brilho vocal por Vera Campos" (Claver Filho, Jornal de Brasília). No Teatro Solis, de Montevidéu, sob a regência do maestro Túlio Belardi, foi solista do oratório "As Estações" (Haydn), sendo referida na imprensa uruguaia como "una gran cantante, de inteligência musical y refinamiento poco comunes..." (E. Fiedler, Jornal El Pais). Como solista da Nona Sinfonia de Beethoven, apresentou-se com a Orquestra Sinfônica do Paraná na Pedreira Paulo Leminski e no Teatro Guairá de Curitiba, sob regência do maestro Alceu Bocchino. Entre os maestros que a dirigiram, deve-se citar Pablo Komlós, David Machado, Eleazar de Carvalho, Giuseppe Marotta, Frederico Gerling Júnior, Manfredo Schmiedt, Flávio Chamis e Cláudio Ribeiro. Foi também solista do oratório "Liverpool" de Paul McCartney, em Porto Alegre e Gramado. Tem participado anualmente de edições da Semana Santa e do Natal Luz, em Gramado e Canela. Sob a regência do maestro Edino Krieger, cantou com a O.S.P.A. a obra "Romance de Santa Cecília". Atuou como solista do moteto "Gália" de C. Gound, sob a regência de Gília Gerling. Em Gramado, foi solista do "Duetto Della Passione", de Santo Afonso Maria Ligouri, apresentada em primeira audição no Brasil. Em 2001, lançou o cd "Canções de uma Vida", registrando, assim, seu trabalho no canto lírico. Apresentou-se com a orquestra Sinfônica de Santa Maria, naquela cidade, sob a regência do maestro Ênio Guerra e, com a O.S.P.A., excursionou por 12 cidades do interior gaúcho pelo projeto conjunto O.S.P.A. - C.E.E.E.. Tem se apresentado como recitalista em cidades do interior e na capital.

<< Mais docentes
Nome