Atli Ellendersen : Docentes | StudioClio - Instituto de Arte & Humanismo

Atli Ellendersen

Violinista
Atli Ellendersen é natural das Ilhas Faroe, arquipélago que faz parte do Reino da Dinamarca. Em sua terra natal, estudou vários instrumentos de sopro, violino e piano, além de teoria musical, com os professores ingleses John Carr e Owen Stanesby. Deu aula de piano e trombone e regeu corais infantis. Em Copenhaguen, seguiu o estudo de violino durante 6 anos com Arne Svendsen, primeiro violinista do “Quarteto Dinamarquês”. Neste período, participou de cursos promovidos pela “Associação norueguesa de música de câmara”. Na Universidade de Copenhague estudou teoria musical, piano e regência. Foi spalla da Orquestra Sinfônica Juvenil de Copenhague. De 1983 a 1987, foi aluno do Prof. Max Rostal no Conservatório de Berna, Suíça. Lá, fazia parte do conjunto barroco “Die Solothurner Tafelmusikanten” e da orquestra de câmara “ENSEMBLE ars musica”. De volta a Copenhaguen, atuou, através de concurso, como violinista assistente das seguintes orquestras: Orquestra Sinfônica Nacional da Radio Dinamarquesa, Orquestra Filarmônica de Copenhague e Orquestra Sinfônica de Hälsingborg, Suécia. Com estas acompanhou grandes solistas internacionais como Anne Sophie Mutter, Viktoria Mullova, Mischa Maisky, Dame Janet Baker e outros. A convite do maestro Norton Morozowicz, veio ao Brasil em 1989 para integrar a Orquestra de Câmara de Blumenau como chefe de naipe dos segundos violinos. Com este conjunto, atuou como solista e gravou vários discos, além de acompanhar os solistas: Nelson Freire, Ingrid Haebler, Arthur Moreira Lima, Antonio Menezes e outros. Além de se apresentar por todo o país, realizou três turnês pela Europa - Alemanha, Áustria e as Repúblicas Tcheca e Eslovaca. Atli é membro da Camerata Antiqua de Curitiba (CAC) e da Orquestra de Câmara da Cidade de Curitiba (OCCC) desde abril de 1996. Neste ano, sob a regência do maestro Roberto de Regina, apresentou-se com a CAC no Banco Interamericano de Desenvolvimento, em Washington (EUA). De 1998 a 2003, foi spalla da CAC e da OCCC, com a qual se apresentou como solista. A partir da temporada de 1999 foi indicado para o cargo de ensaiador da OCCC, cargo que ocupou até o final de 2003. Com este conjunto realizou, como spalla-regente/diretor musical, concertos com repertório do período barroco até os nossos dias. Em setembro de 1999, dirigiu o conjunto em turnê pela Itália, incluindo apresentação na televisão italiana RAI.
Em 2008, concluiu o bacharelado em violino na Escola de Música e Belas Artes do Paraná com o prof. Roberto Hübner.
Participou de master-classes de violino barroco com os professores Luís Otávio Santos, Manfredo Kraemer e Michaela Comberti.
Mantém na sua terra natal com o pianista dinamarquês Sune Brogard projeto de encomenda de obras para violino e piano de compositores da região. As obras são estreadas no Festival de Música “Summartónar”, que acontece anualmente, no mês de julho nas Ilhas Faroe. Gravou 8 CDs com a Orquestra Barroca do Festival Internacional de Música Colonial Brasileira e Música Antiga em Juiz de Fora a convite do seu diretor artístico Luís Otávio Santos em 2005, 2007, 2009 - 2014. De agosto de 2008 a maio 2009 foi novamente spalla da Camerata Antiqua de Curitiba/Orquestra de Câmara da Cidade de Curitiba além de ensaiador da OCCC. É também spalla da Orquestra de Câmara da PUC/PR e professor de violino. Desde 2010, tem participado como spalla da orquestra dos projetos de música antiga da UFPR sob a direção de Prof. Dra. Silvana Scarinci. É mestre em música pela UFPR (2012).
 
Suas principais participações em gravações em CD são:
- Repertório brasileiro para orquestra de cordas com a OCCC como spalla-regente (1999).
- “Aluminium” sonata para violino e piano com a pianista Leilah Paiva e a peça “Canto” para violino solo do compositor curitibano Harry Crowl (1999). 
- Música de câmara para soprano e cordas com a soprano Débora Oliveira (2000).
- “A música no tempo de Gregório de Mattos” – projeto idealizado pelo Dr. Rogério Budasz e patrocinado pela Petrobras (2004). Posteriormente este disco foi lançado mundialmente pelo selo NAXOS sob o número 8.557969 (2006).
- “Contemplações” com obras de câmara escritas para Atli de Harry Crowl. CD lançado pelo selo AMD Digital da Academia Brasileira de Música (2008).
 
<< Mais docentes
Nome